Osteomielites

Osteomielites ou infecção nos ossos:

 

Definição:

São Processos infecciosos que acometem os ossos do corpo.

 

Ver a imagem de origem

 

Etiologia:

Causadas por bacterias ou fungos, sendo mais frequente a Bacteria Staphylococus Aureos.

Pode ocorrer por exposição direta do osso ao meio ambiente contaminado ou por via hematogênica.

Classificação:

Pós fratura exposta: A exposição direta do osso ocorre diante de uma fratura exposta (fratura com corte na pele e exposição do osso ao meo externo), após trauma de alta energia no esporte e com aumento da violência urbana e transito, temos estes traumas cada vez mais frequentes.

Ver a imagem de origem

Estima-se que 30% das fraturas expostas podem evoluir a infecção óssea - osteomielite.

Hematogênica: É mais comum em crianças e na faixa etaria dos 2 aos 5 anos.

(Podem também ocorrer em pós operatórios).

Ainda, em relação ao tempo de doença, pode ser dividida em:

- aguda (recente)

- crônica (periodos prolongados de infecção)

Diagnóstico:

É realizado pela história clinica de paciente com fratura exposta e evolução subsequente com sinais de infecção, sendo eles a hiperemia local, calor local, edema e dor.

No caso de crianças, a origem hematogênica, tem a historia clinica de dor, defesa do membro acometido, edema, calor e rubor, com queda do estado geral, febre e toxemia.

Pode haver orificio na pele (fistula) com exteriorização de secreção purulenta.

Na avaliação subsidiária podemos lançar mão de exames complementares:

- hemograma,

- VHS,

- PCR.

- RX,

Ver a imagem de origem

- USG,    

- Ressonancia Magnética em algumas situações

- Cintilografia com leucocitos marcados

- fistulografia

- punção.

Tratamento:

É mandatorio para o tratamento a realização de:

- drenagem de secreções,

- limpeza rigorosa local

- ressecção de tecidos desvitalizados

- irrigação de abundante quantidade de soro fisiologico

- em procedimento cirurgico e sob anestesia.

Se fratura exposta deve-se realizar:

- fixação cirurgica da fratura, que geralmente se dá pelo uso de fixadores externos, com estabilização óssea, buscando o controle da progressão dos danos locais, de forma urgente.

Ver a imagem de origem

Em ambas as situações, infecção agúda, crônica ou hematogênica coleta-se material para exame de cultura de bacterias, visando identificar o germe causador da infecção.

No pós operatorio deve-se iniciar a antibioticoterapia de acordo com protocolos da cada local e após o resultado das culturas acima, inicia-se então a antibioticoterapia direcionada.

- Curativos a vacuo quando necessário.

Se faltar cobertura de pele:

- Tecnica de Papineau

- Rotação de retalhos ou outras tecnicas de cobertura depele.

Se houver perda óssea:

- Tecnicas de Masquelet

- Transportes e alongamentos ósseos podem ser realizados.

Novos conceitos:

Fazem parte dos novos conceitos no tratamento das osteomielites:

- Todos acima

- Acompanhamento médico multidisciplinar com equipes coordenada pelo ortopedista e inclusão de infectologistas, cirurgiões plasticos, clinica médica, fisioterapeutas, equipes de curativos e enfermagem especializada.

- Uso de enxerto de Sulfato com Antibiótico

- Enxerto de vidro bioativo

 

 



Dr. Paulo S. Contador Miras | Fones: (11) 2151-9393 - (11) 3230-4317 | drpaulomiras@drpaulomiras.com.br
Atendimento em São Paulo e Campinas Ligar nos números acima para informar melhor endereço SP
Última atualização: - 03/05/2020 Administrar site | Prontuário | By LiquidSky & PscMed